Grupos Políticos Municipais

ps1ppd-psd-1cds-pp1cdu1be1pan1mpt1

Calendário de reuniões

loader

D. Fernando II, O criador de uma nova Sintra

d-fernandoFernando Augusto Francisco António de Saxe-Coburgo-Gotha-Koháry, mais conhecido entre nós por D. Fernando II, nasceu há 198 anos, a 29 de Outubro de 1816, e faleceu a 15 de Dezembro de 1885.

Em 1836, casa com a rainha D. Maria II de Portugal. Dois anos mais tarde, compra, a expensas próprias, as ruínas o antigo Real Mosteiro de Nossa Senhora da Pena, no alto da Serra de Sintra, toda a mata circundante, incluindo o Castelo dos Mouros.

Homem de uma enorme sensibilidade artística e ambiental, D. Fernando vai cristalizar na Pena os seus sonhos a partir de 1840, criando um palácio romântico de grande impacto cenográfico, misturando estilos e culturas, numa demonstração fantástica da sua tolerância cultural, aliás, própria do movimento romântico de que ele foi, em Portugal, um dos principais impulsionadores.

Planta, em simultâneo, o fabuloso Parque da Pena onde, tal como no palácio, aqui mistura plantas provenientes das mais variadas e longínquas partes do mundo, numa atitude igualmente de enorme tolerância e vontade universalista de unir todos os povos e credos.

Ao fim de dezasseis anos de viuvez, D. Fernando II casa pela segunda vez. Desta feita com Elise Hansler, cantora de ópera que recebeu o título de Condessa d’Edla, também ela uma mulher bastante sensível e criativa. Edificam, juntos, o chamado Chalet da Condessa, no interior do Parque da Pena, outra das grandes obras do Romantismo nacional.

De facto, com D. Fernando II e as suas obras, Sintra não mais voltaria a ser a mesma. Durante o século XIX, são muitos os palacetes, chalets, casas de veraneio, que vão nascer em todo o perímetro de Sintra, transformando esta vila numa espécie de santuário romântico que, ainda hoje, faz parte da sua originalidade e identidade cultural.

  |  Copyright: Câmara Municipal de Sintra 2017